1º Seminário Nacional Cyber Segurança

A cyber segurança deve fazer parte da estratégia operacional e estar no topo da agenda corporativa das organizações e dos governos

A Cyber Segurança deve fazer parte da estratégia operacional e estar no topo da agenda corporativa das organizações e dos governos. Não há uma solução única, e o problema não pode ser resolvido por um pequeno grupo de empresários e pensadores.

Desta forma o 1º Seminário Nacional de Estratégia Nacional de Defesa, Segurança da Informação, Criptografia e Cyber Segurança, visa criar uma visão compartilhada de como podemos proteger melhor o Brasil de ataques cibernéticos, aumentando a consciência e a compreensão dos líderes empresariais e de governo, incluindo a cyber segurança como um dos princípios fundamentais de uma governança corporativa moderna e adequada.
 

OBJETIVOS:

• Elevar a competência brasileira em Cyber Segurança ao nível dos países mais desenvolvidos;
• Estabelecimento de um nível de excelência das pesquisas nacionais nas áreas de Segurança da Informação e Criptografia;
• Fortalecimento e integração das pesquisas em Cyber Segurança;
• Criação de uma infraestrutura de pesquisa;
• Estabelecer uma agenda de pesquisa e de projetos conjuntos;
• Melhoria do estado da arte na teoria e prática da Segurança da Informação e Criptografia no Brasil, igualando-a aos grandes centros internacionais;

DESAFIOS:

• FORMAR LÍDERES EXPERIENTES EM CYBER SEGURANÇA
→ Os líderes empresariais e governamentais precisam compreender os riscos cibernéticos e entender que essas questões não estão mais apenas no âmbito da Tecnologia da Informação, mas sim da governança corporativa consciente e responsável.
→ Não cabe mais apenas ao CIO a resolução das ameaças cibernéticas. Esse é um problema que deve ser atacado de forma sistêmica, sob a liderança de CEOse autoridades do setor público. Iremos trabalhar com as associações e empresas brasileiras, bem como com o Governo, para oferecer workshops e treinamentos visando a ajudar na capacitação de nossos líderes.

• APRIMORAR A PRIVACIDADE e COLABORAR COM OS GOVERNOS
→ Os cibercriminososacostumaram-se a agir com certo grau de impunidade. Muitas empresas preferem simplesmente reconhecer os danos decorrentes de ataques cibernéticos como perda, a fim de proteger a confiança em seus sistemas e em suas marcas, o que de certa forma instiga a impunidade.
→ O1º Seminário Nacional de Estratégia Nacional de Defesa, Segurança da Informação, Criptografia e Cyber Segurança almeja trazer uma melhor compreensão sobre a adequada aplicação da lei aos líderes de negócio, visando a estabelecer melhores práticas a respeito de como lidar com o crime cibernético, principalmente quando acarretar riscos à reputação ou à confiabilidade dos negócios.

• SANAR A ESCASSEZ DE PROEFICIÊNCIA EM CYBER SEGURANÇA
→ Dado o aumento exponencial da demanda por especialistas em cyber segurança, é fundamental a busca por novas formas de inspirar as pessoas com as competências e o desejo de manter as empresas e os governos seguros e atrair profissionais brilhantes e dedicados para o setor.
→ No 1º Seminário Nacional de Estratégia Nacional de Defesa, Segurança da Informação, Criptografia e Cyber Segurança iremos trabalhar em estreita colaboração com universidades, governos e associações de segurança cibernética, visando a garantir

• TRANSFORMAR AS PESSOAS NA PRIMEIRA LINHA DE DEFESA
→ Há sempre um elemento humano nos ataques cibernéticos. Negligência, ignorância, raiva ou mesmo curiosidade são a origem de grande parte dos incidentes.
→ Em nossa visão, o desenvolvimento de um portal público pode fomentar comportamentos mais adequados em torno da segurança cibernética e, consequentemente, ajudar a elevar de forma muito favorável o nível de investimento direto em segurança perante os crescentes investimentos em tecnologia.
→ A formação de profissionais e cidadãos conscientes das questões de cibersegurança será vital para a contínua transformação do Brasil em uma economia moderna, globalizada e conectada.

METAS A SEREM ALCANÇADAS
Comoresultado do 1ºSeminário Nacional de Estratégia Nacional de Defesa, Segurança da Informação, Criptografia e Cyber Segurança esperamos poder criar grupos de trabalho separados, combasenasquatroáreasidentificadascomourgentesparaasegurançacibernéticanoBrasil:
1.Formar Líderes experientes em Segurança da Informação
2.Aprimorar a privacidade / Colaborar com o Setor Público
3.Sanar a escassez de proficiência em cyber segurança
4.Transformar as pessoas na primeira linha de defesa

BENEFÍCIOS ESPERADOS

POLÍTICO
→ Aumento da presença do Estado
→ Integração entre órgãos de governo
→ Liberação das pautas e recursos para a defesa do país

ECONÔMICO
→ Geração de empregos na indústria nacional de defesa
→ Elevar a capacitação tecnológica da base industrial de defesa
→ Diversificação da pauta de exportação

MILITAR
→ Aumento da capacidade de vigilância e monitoramento
→ Efetivação da Estratégia da Presença
→ Salto tecnológico

SOCIEDADE
→ Ampliar apresença do Estado junto a populações de regiões desassistidas
→ Aumento da segurança
→ Empregar os recursos de TI e comunicações para atividades como telesaúdee ensino a distância

SÓCIO-AMBIENTAIS
→ Preservação Ambiental
→ Proteção da Biodiversidade
→ Combate aos ilícitos ambientais

SEGURANÇAPÚBLICA
→ Combate ao narcotráfico e crime organizado
→ Combate ao contrabando de armas
→ Combate aos ilícitos transfronteiriços
→ Combate à imigração ilegal

PÚBLICO ALVO
• GestoresGovernamentais
• Empresários
• ExecutivosC-Level(CEO,CSIO,CIO,CKO,etc.)
• Investidores
• Agênciasdefomento
• InstitutosdePesquisa
• ProfissionaisdaáreadeP&D,SegurançadaInformaçãoeDefesaCibernética

 

  • 12/06/2015

Matérias em Destaque

Destaques de Inovação no Brasil:...

Assista a entrevista de Jorge ...

Instituto Valor debate incenti...

Quasar Technology e Muzy Corp ...

1º Seminário Nacional Cyber Segu...

A cyber segurança deve fazer par...

Entenda as Leis de Incentivo à I...

Assista o vídeo onde Miguel Daou...

Inovação é tema de evento em São Pau...

Open Innovation Week destaca: ...

Brasil tem a chance de arrisca...

Instituto Brasileiro de Planej...

Yunus Brasil participa do 3º S...

plurale destaca: O co-fundador...

Evento nacional vai tirar dúvidas ...

Diário Catarinense destaca: Semi...

Senai participa de Seminário Nac...

Agencia FIEP destaca: Evento é p...

Promon Meio Ambiente Participa...

Grupo Promon destaca: No event...

3º Seminário Nacional de Incenti...

A Entidade ANPEI divulga: Rio ...

Universidade Mackenzie recebe ...

No próximo dia 1º de dezembro, ac...

Instituto Valor debate incenti...

Portal meio & mensagem destaca...

Instituto Valor realiza evento...

Portal proXXIma destaca: Semin...

Seminário discute inovação, pesqui...

Portal R7 Notícia divulga o Semi...

Samsung: Falta de capacitação em...

Jornal O Globo destaca: Segund...

Seminário de Incentivo à Inovação ac...

Portal Sebrae SP destaca o Sem...

Menos de mil empresas usam Lei...

Entrevista com presidente do I...

Burocracia e medo de assumir ...

O excesso de burocracia para a...

Inovação e Tecnologia no Brasil ...

Presidente do Instituto Valor ...

4º Seminário Nacional de Inovação...

Assista 3 palestrantes no 4º S...

1º CSO Summit - Rio de Janeiro...

Profissionais falam sobre a im...

Arriscar é fundamental para a in...

Confira entrevistas com nomes ...

Ex-diretor diz que segurança cib...

A CDTV do portal Convergência Di...

Vem aí o 5º Seminário Nacional de...

Um programa claro e direto sob...

Incentivo à tecnologia e inovação...

A inovação deve orientar e suste...

Galeria